Rosso decidiu lançar campanha pelo Facebook e teve muita baixaria

Na disputa pela presidência da Câmara, Rogério Rosso (PSD-DF) lançou oficialmente nesta segunda-feira sua candidatura.

Rogério Ross Andressa Anholete / AFP / Getty Images

Vestindo uma camisa da Chapecoense, Rosso optou por usar um vídeo ao vivo do Facebook para divulgar suas propostas e poder interagir com internautas.

Ao final da transmissão, o vídeo somava cerca de 18 mil visualizações e 1,8 mil comentários.

Boa parte das manifestações, no entanto, não eram perguntas, mas sim ofensas ao atual presidente da Câmara e atualmente o favorito na disputa, Rodrigo Maia.

Compilação com alguns dos comentários

Durante a transmissão, alguns (poucos) internautas ainda aproveitaram a liberdade da democracia para fazer pedidos de intervenção militar.

E, apesar de a maioria dos comentários terem sido favoráveis a Rosso, alguns aproveitaram a chance para também fazer críticas ao deputado do PSD e aos políticos em geral.

Paralelamente às críticas, muitos internautas aproveitaram o espaço para efetivamente fazer perguntas.

O número de comentários e sua velocidade não facilitou o debate. Mas, mesmo sem responder a maioria, o deputado pôde dizer que a reforma da previdência precisa de mudanças e que sua plataforma é aproximar a Câmara dos cidadãos.

Sua iniciativa, de ir ao FaceBook e responder perguntas, também foi elogiada por muitos internautas.

A eleição para a presidência da Câmara será realizada no próximo dia 2. Além de Rosso e Maia, os deputados Jovair Arantes (PTB-GO) e André Figueiredo (PDT-CE) também estão na disputa.

Os dois últimos, no entanto, passaram ilesos aos comentários dos apoiadores de Rosso no FaceBook.